Moda Consciente

8 maneiras fáceis de simplificar seu guarda-roupa de forma consciente

por  | 

É comprovado que a maioria das mulheres usa apenas 40% das roupas disponíveis em seu guarda-roupa. Isso não é uma surpresa, já que é comum vermos por aí armários abarrotados de peças e, muitas vezes, até esquecemos de uma ou outra (outras…) em meio a tantas opções.

Esse hábito tão comum de acumular roupas com a velha desculpa “não tenho nada para vestir para tal ocasião” vem sendo questionado. Prova disso é o conceito de armário cápsula, que defende um guarda-roupa enxuto e eficiente. Ter muitas roupas para escolher acaba criando uma confusão e indecisão desnecessária, impedindo olhar com clareza as combinações possíveis com as peças. O resultado disso é a incapacidade de usar o potencial dos itens ali presentes, além das consequências que o consumo desenfreado acarreta para toda a cadeia de produção e meio ambiente.

Há maneiras simples de atualizar seu guarda-roupa. Listamos comportamentos que irão ajudar a tornar seu armário mais consciente.

1- Elimine os excessos

Para isso, faça perguntas como: Quando essa peça foi usada pela última vez? Ela combina com meu estilo de vida? Quanto eu gosto dessa peça? Neste processo, você conseguirá separar suas roupas em quatro pilhas: guardar, doar, vender e consertar. Doe roupas em bom estado e procure locais em sua cidade que aceitam retalhos de tecidos e roupas danificadas que podem ser recicladas e transformadas em fibras têxteis.

Confira 8 maneiras de simplificar seu guarda-roupa de forma ética e consciente.

Fibras feitas com garrafas pet

2- Customize, conserte e reforme roupas que já tem

Em vez de sair por aí procurando itens novos, olhe com atenção para os que você já possui. As vezes, uma simples bainha e um aperto no tecido já mudam o caimento de uma peça. Para ousar mais, pensa nas possibilidades de acrescentar detalhes como rendas e bordados ou fazer uma reforma mais profunda para deixar a roupa com a sua cara. Um exemplo é transformar um vestido/saia de festa em algo mais para o dia a dia, cortar uma calça e transformar em shorts, trocar botões ou tingir peças. Para o que você não sabe fazer, procure uma costureira e tudo se resolverá.

3- Anote o que você realmente precisa adquirir

Para evitar compras por impulso, após analisar com atenção seu guarda-roupa, anote o que você precisa adquirir. Foque em peças atemporais que você poderá usar por várias temporadas. Para incluir aquelas tendências de uma temporada só, aposte nas customizações de peças antigas.

10 peças clássicas para usar agora e sempre

4- Organize uma troca de roupas

Organize um encontro em que as pessoas tragam suas roupas e as trocam por outras, promovendo uma troca inteligente e sustentável. Desta forma, evita-se o consumo de peças novas. O meio ambiente agradece.

Confira 8 maneiras de simplificar seu guarda-roupa de forma ética e consciente.

5- Aposte nos acessórios

Valorize as suas compras e repita roupas sem medo. Para não cansar, aposte nos acessórios, pois eles, junto com os calçados, transformam uma peça de maneira rápida e simples. Para encontrar itens diferenciados, procure brechós, eles estão se popularizando cada dia mais.

6- Mantenha uma pasta de inspiração no Pinterest

Utilize a ferramenta para manter a inspiração em dia. Salve as fotos que combinam com o seu estilo e, quando faltar criatividade, dê uma olhada. O que não falta no Pinterest são inspirações.

7- Adquira peças de marcas que sigam os mesmos valores que você

Há muitas opções de marcas slow fashion que produzem de forma ética e sustentável ao escolher tecidos eco friendly, reaproveitar materiais e confeccionar aos poucos, conforme a demanda. Entenda quem produz suas roupas e como é toda a cadeia de produção – incluindo fornecedores. Exija transparência das marcas e evite ser condizente com marcas que exploram seus trabalhadores e não respeitam o meio ambiente.

8- Visite brechós

Antes de adquirir peças novas, dê uma olhada em brechós físicos e online. Saiba que comprar itens novos ou usados é uma questão de hábito e até cultural. Os brechós são muito comuns em países desenvolvidos e, felizmente, no Brasil está surgindo cada vez mais opções para comprar peças de segunda mão, aumentando conforme a conscientização da população. Desta forma, evita-se a produção desenfreada de roupas (já que são produzidas conforme a demanda) e o descarte prematuro das mesmas.

Você já conhece a Adubô Ecofashion? É um brechó com roupas customizadas por nós.

 

 

Avalie o nosso texto
[Total: 2 Média: 5]

Comente esse post!

Formada em história, psicologia, especialista em gestão de negócios e acredita na moda como uma forma de linguagem!