Moda Consciente

3 marcas que usam algodão orgânico

por  | 

Prestar atenção aos tecidos utilizados em nossas roupas é uma preocupação bem recente que vem aumentando a cada dia. Essa mudança se deu junto com a consciência dos impactos das produções na indústria da moda. Cada tecido tem um processo específico de fabricação, incluindo a produção das fibras e o processo de tingimento das mesmas.

A plantação de algodão, além de necessitar de grande quantidade de água, conta com uma grande quantidade também de pesticidas, poluindo o solo e prejudicando a saúde dos trabalhadores. A questão da água é bem importante quando falamos em algodão orgânico. O ideal é apoiar produção que utilizam a água da chuva para irrigação – informação as vezes um pouco difícil de encontrar, o que nos deixa uma lacuna importante quanto ao processo de fabricação dos algodão sustentáveis.

Pensando nesses impactos ambientais e humanos, o algodão orgânico vem ganhando espaço e algumas marcas já o utilizam em suas coleções. Confira nossa seleção:

1- Bambusa Brasil

A marca de lingerie utiliza apenas algodão orgânico para a produção de suas peças. Nós adoramos porque sabemos a dificuldade em encontrar lingerie 100% algodão com boa modelagem. Além do algodão orgânico, a Bambusa utiliza corantes naturais para o tingimento das peças.

2- Brisa Slow Fashion

Além de utilizar tecidos orgânicos em suas peças, a Brisa tinge seus tecidos com técnicas manuais e corantes naturais. A marca conseguiu criar uma slow fashion de alfaiataria respeitando o meio ambiente e as mãos que dão sentido ao projeto.

3- Vert Shoes

A marca de calçados Vert Shoes disponibiliza informações importantes referentes a fabricação de seus produtos: qual borracha utiliza, de onde vem, como é fabricado os produtos e que algodão é usado. Esses dados nos possibilitaram conhecer o projeto que utiliza algodão orgânico produzido no nordeste brasileiro. A marca trabalha com 700 famílias que vivem da agricultura orgânica.

Avalie o nosso texto
[Total: 1 Média: 2]

Comente esse post!

Formada em história, psicologia, especialista em gestão de negócios e acredita na moda como uma forma de linguagem!