Armário atemporal: como montar um closet inteligente

por  | 

 

 

  • O que você precisa ter para conquistar um closet  eficiente?

 

Somos todos os dias bombardeados com tendências e novidades. Claro que você pode comprar coisas “da moda” se rolar aquele match perfeito, em que a peça realmente imprima sua personalidade e estilo próprio.  Muitas pessoas ficam “reféns da moda” e acabam perdendo seu estilo, sua essência, para usar o que aparece na tv ou nas passarelas. Então para ajudar você a entender o que faz de um armário inteligente, aqui vai um “esquemão”:

20% do seu armário deve ser de peças tendência

suscetíveis às mudanças e sazonalidades da moda. Esse ano algumas se destacaram e prometem permanecer por um bom tempo, são elas:

Maxi peças – coletes longos em alfaiataria, casacos com modelagem mais ampla, camisetas esportivas poderão ser usadas como vestidos e peças que parecem ter sido “roubadas” do armário do bófi ou do irmão.

Tênis casuais – esse é uma tendência, mas também pode ser usado em outros momentos com toda certeza.

Itens metalizados – sapatos e até peças de roupas e acessórios ganharam uma versão futurista e esportiva.

Plataforma (flatform) – invadiram os armários até  mesmo das mais conservadoras.

Pantacourt – tanto as calças como os macacões aderiram a esse modelo de calça de cintura alta,  mais curta e soltinha ao corpo.

Jaquetas Bomber –  mais uma peça que originou-se do segmento esportivo e ganhou texturas e tecidos para agradar também os gostos mais refinados. Modelitos em seda, renda, brilhos e/ou adornados com patches ou bordados dão ainda mais personalidade ao visual.

Comprimento mídinem curto, nem longo, o comprimento do momento é o midi e deve continuar até mesmo em estações mais frias, sendo neste caso acompanhados por ankle boots.

Mules – Os modelos variam, já que “mule” representa qualquer sapato tipo tamanco (não existindo amarrações ou encaixe na parte do calcanhar), mas o preferido parece ser o mocassim mule que tem  gostinho de retrô, mas, totalmente repaginado.

Veludo Molhado – em roupas ou acessórios, no verão ou no inverno, o tecido esteve presente em diversos desfiles, dentro e fora das passarelas.

Itens personalizados: bordados, grafitados e patches se tornaram aliados na hora de montar um visual “sua cara”, então use e abuse deles.

15% Sobreposições

Aquelas peças que te mantém aquecida e que são perfeitas para transformar completamente um visual banal.

Cardigan – a peça é um coringa para sair de uma produção óbvia, além de ser uma peça chamada de “boa vizinhança”. Lembra?  Algumas pessoas sentem mais frio que outras em ambientes de trabalho e isso pode gerar conflitos pelo controle dos condicionadores de ar.

Suéteres – eles são ótimas alternativas, assim como os cardigãs. No frio e nas meias estações é bom ter sempre um no carro ou guardado no trabalho.

Blusas de tricô – Aqui vale aquela blusa justinha e também os modelos mais amplos. Ambos fazem parte dos indispensáveis para compor diferentes looks. Comece com cores neutras, para depois se aventurar nas cores vibrantes, nos brilhos e estampas.

Peças em gola alta – Elas são clássicas e você usará por muito tempo. Além de aquecer, é sempre possível brincar com acessórios e transformar a peça básica.

Casacos – O tecido depende bastante do local que você mora. Casacos mais pesados são perfeitos para climas frios mais rigorosos. Já para climas mais amenos, os casacos com tecidos mais finos dão conta do recado.

Jaquetas – Seja em jeans ou couro, as jaquetas são peças coringas. O comprimento básico é um pouco acima do quadril. Os modelos mais amplos, principalmente no jeans, casam melhor com looks casuais e ousados.

Blazer – Uma das vantagens do blazer é que ele vem sendo usado em ambientes de trabalho, para compor looks mais formais, e também em ocasiões descontraídas, ao juntá-lo com peças mais casuais como a camiseta e jeans destroyed, por exemplo.

*Sempre que você não souber que cor comprar, lembre-se: Preto, Azul-marinho e Bege/Caramelo – essas cores podem ser usadas sempre e cabem em qualquer look.

Outras peças que caibam perfeitamente em meias-estações e embaixo de peças mais quente durante o inverno.

…………………………..

15% Itens festivos

Já está na hora de esquecer a ideia de que não se repete um look em ocasiões festivas. Repete-se, sim! Você vai se impressionar em saber que só precisa ter essas peças para arrasar:

Sandália single de salto fino metalizado – dourada, rosê, cobre ou prateada qualquer uma, fica a critério do estilo e personalidade de cada pessoa. Se você não frequenta semanalmente eventos que exijam esse tipo de figurino, basta ter apenas uma.

Brincos, pulseiras e colares – aqui vale o estilo de cada um. há quem prefira pérolas, outros pedras, há quem goste de peças chamativas e, outros, as mais discretas. O importante é lembrar — “menos é mais” —  muitos acessórios ao mesmo tempo podem criar um visual pesado, com peças brigando pela atenção.

Bolsa clutch de festa – prefira os modelos com alcinha para não ter o trabalho de segurar a bolsa o tempo todo, ao se servir ou ter que comprimentar os outros convidados com uma das mão sempre ocupada.

5%  Casacos e peças quentes

Para os dias frios não podemos esquecer deles, principalmente os modelos compridos de lã (para quem mora no sul do país) e os trench coats (clássico).

10% Acessórios clássicos

BOLSAS: preze pela qualidade, não precisa ser de marca, mas NÃO compre falsificações. Procure modelos, originais ou inspirados nos originais de outras marcas:

Bolsas atemporais icônicas marcaram gerações, por isso indicamos esses modelitos:

chanel 2.55 – couro matelassê e alça de corrente

birkin & kelly – hermès

baguette  (fendi) tipo sexy and the city

sppedy (louis vitton)

knot bottega veneta) – clutch

bamboo (gucci)

*Importante frisar: nossa sugestão se baseia nos modelos criados por essas grandes marcas.  Não compre falsificações, não é necessário, já que esses modelos já foram adotados por muitas marcas de diferentes preços.

LENÇOS – um bom lenço pode transformar totalmente seu visual. Lenços de seda são essenciais para qualquer mulher. Ele pode ser usado de diversas maneiras em diferentes partes do corpo.

BRINCOS – o clássico ponto de luz nunca sai de moda e pode ser usado em qualquer situação, então tenha pelo menos um.

RELÓGIO – aposte em relógios de qualidade e modelos mais atemporais, sem brilhos, estampas, muito pequenos ou muito grandes. Hoje existem grandes marcas que trabalho com modelos com pulseira cambiável, isso é bom já a recomendação é ter ao menos um prata e um dourado que podem mudar com pulseiras de couro ou borracha.

35% deve ser de peças coringa:

Vestido envelope:  https://www.modaquerima.com.br/vestido-envelope/ o clássico dos clássicos que além de atemporal é super democrático já que veste a todos muito bem

blazer preto e/ou azul-marinho – se quiser ter mais opções atemporais, opte pelo bege ou caramelo antes de partir para cores menos usuais. Lembre-se: toda e qualquer produção, da mais casual à mais sofisticada, combina bem com um blazer.

Blusas e Camisas listradas – listras finas são clássicas e cabem em qualquer ocasião e vestem qualquer tipo de corpo, então isso não será desculpa, viu?!

Composições clássicas das cores azul e branco, preto e branco entram na listinha de peças-coringa.

Top lingerie – dê preferência à seda ou ao cetim de seda nestes modelitos que podem roubar a cena ou contribuir na produção como coadjuvantes.  Lembre-se: sua peça deve ser soltinha no corpo, nada de seda esticada na região dos seios ou com cara de apertada.

As principais cores, em ordem de relevância são: preto, azul e ou nude.

T-shirt básicas e sem estampa funcionam muito bem no dia a dia. As produções com peças básicas, como esta, podem compor looks casuais e sofisticados.

Camisa de chambray – imita o jeans, mas é mais leve e macio.

Camisas clássicas: uma branca com bom tecido como tricoline de algodão ou seda é obrigatório.

Jaqueta de couro preto ou marrom em modelos clássicos como o biker ou com ziper.

Vestidos Lisos –  sem estampa, com corte evasê; Uma ótima sugestão é o modelo envelope.

Calça pantalona: deve ser usada com salto alto, as baixinhas devem evitar modelos com perna ampla demais, pois achatam a silhueta.

Calça jeans reta e tradicional que vista bem, sem lavagem, rasgos e com o cós no lugar correto (dois dedos abaixo do umbigo)

Calça skinny preta;

Calça alfaiataria em cores clássicas sempre estão na moda. Se combinada com as peças corretas transitam em diferentes ambientes, do mais formal ao mais casual. Pode ser usada tanto com camisas, como t-shirts, com scarpin ou tênis. O visual pode ser clássico ou super cool.

Vestido tubinho;

Vestido preto em tecidos como: algodão com elastano, crepe e/ou chemises de seda, lã fria, malhas grossas. O importante é que não seja muito justo ou curto.

Saias de bom corte e um ótimo tecidos: gabardine, algodão, crepe, encorpado com elasticidade para dar conforto. Fendas laterais ou traseiras ajudam no movimento. Modelos que tem que ter: saia lápis e saia midi na cor preta

  • evite usar bolsa preta, na mesma cor da saia, que fique na altura do quadril, pode criar um desequilíbrio no visual.

Tailleur em jersey ou tweed. Modelos com assimetria são eficientes em qualquer tempo, além de serem suuuuper elegantes.

Trench coat é o clássico dos clássicos tanto para homens como mulheres, perfeitos em dias frios ou chuvosos.

Calçados atemporais. os modelos a seguir devem ter qualidade pois você vai usá-los por anos.

Lembre-se que já escrevemos um post exclusivo sobre esse calçados.

https://www.modaquerima.com.br/guia-definitivo-de-calcados-atemporais/

Avalie o nosso texto
[Total: 2 Média: 4.5]

Comente esse post!

30 anos, nascida em Cuiabá -MT, mas manezinha de criação e coração. Apaixonada por viajar, animais, comida....tantas coisas...acho que sou apaixonada pela vida.