Moda Consciente

Moda sustentável e slow fashion

por  | 

Moda sustentável e slow fashion. O que elas tem em comum? Toda slow fashion é sustentável? Essas perguntas são bastante frequentes em um momento em que muitas nomenclaturas estão sendo inseridas no meio da moda. Com isso, dúvidas surgem em relação ao real significado das palavras empregadas ao falar em moda sustentável.

O que é uma slow fashion e o que tem a ver com moda sustentável?

O termo slow fashion surgiu em oposição às tão conhecidas fast fashion e não tem como falar de uma sem mencionar a outra. Uma produção “slow” significa que os produtos são produzidos conforme a demanda, sem grandes estoques e, como consequência, sem o descarte excessivo.

Sabe-se que grandes marcas fast fashion queimam um número absurdo de peças não vendidas ao trocar a coleção. Além da poluição causada por esse ato, toneladas de materiais são desperdiçadas todos os anos. Marcas consideradas menores produzem evitando descartes. É preciso olhar para o slow fashion como um movimento, em que o consumo frenético próprio do capitalismo é questionado. Coleções descartáveis pelas “tendências” da temporada começam a receber olhares críticos e os valores já enraizados na sociedade moderna começam a ser questionados também na moda.

O movimento slow fashion valoriza a moda não descartável

Porém toda slow fashion pode ser considerada moda sustentável? É possível falar que as marcas slow fashion são mais sustentáveis quando comparadas a grande parte das fast fashion . Há vários níveis de sustentabilidade e, considero que, para uma marca ser considerada de fato sustentável ela deve se encaixar em mais requisitos do que apenas produzir em escala menor.

É preciso, primeiramente, valorizar os trabalhadores que estão envolvidos em todo o processo produtivo. Normalmente e felizmente, as marcas slow fashion cumprem este requisito, tornando sua produção ética frente aos direitos dos trabalhadores e valorizando a mão de obra local. Há ainda marcas que atuam de forma ativa na sociedade, envolvendo indivíduos em situações de risco, capacitando e trazendo benefícios para a comunidade.

Outra questão bastante importante é o material utilizado na fabricação das peças. A sustentabilidade perpassa os direitos humanos e engloba também o meio ambiente. Que material é utilizado para a produção das peças? Como e onde ele é produzido? É preciso conhecer toda a cadeia produtiva para concluir o nível de sustentabilidade de cada marca.

 

Avalie o nosso texto
[Total: 1 Média: 5]

Comente esse post!

Formada em história, psicologia, especialista em gestão de negócios e acredita na moda como uma forma de linguagem!