Moda Consciente

Prolongue a vida útil de suas roupas

por  | 

Os hábitos de consumo e o ciclo de produção da moda sofreram grandes modificações nas últimas duas décadas, com a inundação das fast fashion no mercado. O resultado foi o aumento da poluição, da emissão de carbono e do descarte de resíduos. Felizmente, esse cenário está começando a ser questionado e cada vez mais pessoas se perguntam a cerca do consumo excessivo e do caminho de suas roupas antes da compra e após o descarte.

A fabricação é apontada por pesquisadores como responsável por 70% da emissão de carbono dentro da indústria da moda. O cultivo de algodão danifica drasticamente o solo, da mesma forma que os produtos químicos usados na tecelagem, no tingimento e no processamento de fibras como o nylon, a lã e o poliéster.

Mas o que fazer diante deste cenário destrutivo?

Além de procurar por materiais  de baixo impacto e ecológicos como algodão orgânico, cânhamo, linho, seda ou lã reciclada, prolongue a vida útil de suas roupas. O ciclo de vida de uma peça de roupa é entre 100 e 200 anos, porém, poucos itens permanecem em uso por tanto tempo, sendo descartados em aterros.

Algumas atitudes para mudar antigos hábitos e prolongar a vida útil das roupas

  • Doe ou venda suas roupas
  • Compre itens de segunda mão
  • Invista em roupas produzidas com materiais de alta qualidade
  • Resista as “tendências”, evitando o descarte prematuro
  • Olhe com carinho para marcas que reutilizam tecidos
  • Preste atenção em como você lava e seca suas roupas, pois cada lavagem encurta a vida útil das peças. A secadora apresenta um impacto ainda maior, utilizando até 5 vezes mais energia que a lavagem.
  • Invista em um guarda-roupa compacto, com poucas peças. Quando for adquirir um item novo, perceba as combinações possíveis com o que você já tem e decida se vale a pena a compra.

 

*Todas as marcas sugeridas se encaixam nos pilares do MQR: sustentabilidade, ética e consciência.

Avalie o nosso texto
[Total: 5 Média: 4.4]

Comente esse post!

Formada em história, psicologia, especialista em gestão de negócios e acredita na moda como uma forma de linguagem!