728x90_519

Moda Consciente

Tecidos sustentáveis e eco-friendly

por  | 

O aumento de um público que levanta a bandeira eco-friendy, preocupado com o impacto ambiental que a indústria da moda acarreta, ocasionou o crescimento de iniciativas visando a criação de tecidos sustentáveis. Apesar de serem poucas as marcas que se atentam a tal questão, alternativas não faltam para aquelas que produzem com consciência. Porém, mesmo marcas que não se dizem eco-friendly apresentam opções de tecidos que não agridem o meio ambiente.



A preocupação com o material com que as peças que consumimos são produzidas envolve desde o processo de plantação/fabricação, até o uso no dia a dia – envolvendo lavagens – e o seu descarte.

Alternativas viáveis que já são realidade

1- Fibras de garrafa PET

Tecidos fabricados com garrafas PET já é uma realidade. As embalagens são capazes de produzir fios de poliéster, normalmente associado ao algodão. Para a fabricação de uma camiseta são necessárias duas garrafas de 2 litros. Várias marcas utilizam o material para fabricar suas coleções, como Osklen, Brookfield e até a Hering.

Tecidos eco-friendly para repensar a moda e amar o planeta.

2- Fibras de bambu

A fibra de bambu é biodegradável, além de não necessitar de pesticidas ou fertilizantes. O tecido altamente renovável, possui propriedades antibacterianas naturais.

Obs: Fique atento à forma de produção dos tecidos com base nas fibras de bambu. O chamado “Rayon Bambu” é parcialmente derivado do bambu e utiliza uma grande quantidade de produtos químicos para a sua produção.

Tecidos eco-friendly para repensar a moda e amar o planeta.

3- Lã

A lã, além de não precisar de insumos químicos, é renovável, biodegradável e reciclável. Há, cada vez mais no mercado, lã orgânica disponível, em que o pelo do animal não recebe tratamento tóxico.

4- Poliéster reciclado

Feita a partir de garrafas PETs, o poliéster reciclado possui uma emissão de carbono 75% menor do que o poliéster virgem e seu processo requer menos energia que o tradicional – entre 33 e 53%. As peças produzidas com poliéster reciclado podem ser recicladas inúmeras vezes, mantendo a mesma qualidade.

5- Algodão orgânico

O algodão orgânico ainda é raro, porém sua produção vem aumentando com a demanda de empresas que procuram produzir pensando no menor impacto ambiental possível. 25% dos pesticidas do mundo são utilizados nas plantações de algodão convencional, por isso a urgência em diminuir o consumo do mesmo oferecendo uma produção sem insumos tóxicos.

Tecidos eco-friendly para repensar a moda e amar o planeta.

6- Tecido de soja

Utilizando os resíduos da produção do tofu, o tecido de soja é 100% biodegradável. Mais resistente do que a seda e o algodão, a soja possui alto teor de proteína, o que faz com que o tecido seja altamente receptivo aos corantes naturais, não tendo a necessidade de incluir corantes artificiais na produção.

Tecidos eco-friendly para repensar a moda e amar o planeta.

Alternativas sustentáveis para o couro:

A indústria produtora de couro feito a partir da pele de animais está entre as mais tóxicas do mundo. Atualmente, há vários materiais produzidos que podem substituir o couro. Cada forma de produção possui uma qualidade como resultado. Muitas marcas vendem produtos veganos utilizando como matéria-prima o PVC – material nada ecológico.  Por isso, fiquem atentos/as ao marketing de empresa que querem valorizar seus produtos sem ter nada, de fato, para oferecer ao meio-ambiente.

7- Cortiça

A cortiça é um material natural e sustentável produzida a partir da casca do sobreiro. Sua resistência, impermeabilidade, maciez e durabilidade atrai olhares eco-friendly.

Tecidos eco-friendly para repensar a moda e amar o planeta.

8- Camurça eco

Com a mesma aparência da camurça feita com pele de animais, a versão ecológica é produzida por muitas marcas a partir de poliéster reciclado.

9- Pinãtex

O pinãtex é produzido a partir das folhas do abacaxi. Não há gasto nem recursos adicionais utilizados para a produção das folhas, já que as mesmas seriam descartadas nas plantações de abacaxi.

10- Tecidos de folhas de madeira

Novas tecnologias vem tornando possível a prática de ideias inovadoras. Folhas de madeira acrescidas em tecidos como o algodão e a seda, fornecem um material flexível e semelhante ao couro animal. Sobras de madeira ganharam novos usos para a indústria fashion.

É possível encontrar em muitos países, incluindo o Brasil, iniciativas focadas em uma moda sustentável. Tecidos feitos a partir das fibras das proteínas do leite, do vinho, de frutas e da planta juta – abundante na Amazônia, com aspecto similar ao linho.

O reaproveitamento de tecidos também é uma alternativa muito usada, diminuindo o descarte ao resgatas tecidos inúteis para fábricas.

 

Avalie o nosso texto
[Total: 3 Média: 5]

Comente esse post!

Formada em história, psicologia, especialista em gestão de negócios e acredita na moda como uma forma de linguagem!