Você conhece a Mumo?

por  | 

Gostamos de compartilhar iniciativas em prol da sustentabilidade. Adoramos ver marcas preocupadas com o impacto de suas produções. Conhecemos a Mumo ano passado e, para comemorar 1 ano da marca, foi disponibilizado um relatório de impacto ambiental. A Start-up conta com a transparência para apresentar seus resultados ambientais positivos.

 

“O propósito do Balanço Socioambiental MUMO é composto por três vertentes: A primeira é instigar grandes instituições do segmento fashion a tomarem iniciativas concretas para amenizar as consequências ambientais causadas pela indústria da moda; depois, estimulá-las a apoiarem causas ambientalmente defensoras; e por fim, as encorajar a divulgarem de forma transparente os resultados de suas ações pró meio ambiente.”

Balanço Socioambiental MUMO – 2018

Confira os resultados socioambientais positivos relatados pela MUMO no primeiro ano.

  • Sobre algodão orgânico

Ao optar por usar algodão orgânico, pudemos deixar de consumir 1 kg de agrotóxicos que tinham o potencial para contaminar 1 milhão de litros de água. O resultado poderia ainda prejudicar a qualidade da vida animal, além da saúde e economia sustentável de famílias que cultivam a fibra. (Fonte: USDA/ Cotton OutlookUOLCotton and The Evironment)

  • Peças feitas a partir de Garrafas PET Recicladas

Em um ano, 25% das peças vendidas pela MUMO foram produzidas com malha 50% feita a partir da reciclagem de garrafas PET. Essa matéria prima feita reciclou 2.557 garrafas que seriam descartadas como lixo e levariam até 300 anos para se decomporem, ou pior, poderiam ter acabado nos oceanos, impactando a vida marinha.

De acordo com estudos realizados pela Ellen MacArthur Foundation, em 2017, se continuarmos no mesmo ritmo, até 2050 teremos mais plásticos que peixes nos oceanos. As mesmas 2.557 garrafas recicladas representaram uma economia de 77 litros de água no processo produtivo. (Fonte: AbipastEllen MacArthur Foundation)

  • Coleções MUMO

Mais de 80% das peças comercializadas são sustentáveis – sendo completamente biodegradáveis ou de matérias primas de reuso (upcycling), ou possuem 20% a menos derivados de poliéster – fibra sintética derivada do petróleo.

  • Papel reciclado

Todas as etiquetas das roupas e as notas fiscais emitidas pela MUMO são feitas a partir de papel reciclado. Nosso intuito é estender a vida útil da celulose e economizar energia.

  • Colaboradores

Ao longo do primeiro ano, criamos oportunidades de trabalho para mais de 30 profissionais. Todos remunerados de forma justa. Em muitos casos a MUMO paga até duas vezes a mais que a média da indústria da moda.

  • Delivery

Do ponto de vista logístico, oferecemos a opção de entrega na cidade de São Paulo, por meio de bicicletas. Mais de 60% dos clientes que vivem nas áreas de entrega optaram pelo modelo. Em um ano a atitude fez a MUMO deixar de emitir cerca de 27 kg de CO2. (Fonte: DEFRA e AEA)

  • Árvores Plantadas

Seguindo a proposta de plantar e cuidar de 1 árvore nativa a cada peça de roupa vendida, em parceria com a Associação Mata Ciliar, a MUMO plantou mais de 1.000 mudas de árvores, em uma área de 1 hectare (10.000 metros quadrados). Espaço equivalente a 1,5 campos de futebol.

  • Associação Mata Ciliar

A Associação Mata Ciliar se preocupa em realizar um trabalho de recuperação e preservação ambiental. As árvores plantadas são cuidadosamente escolhidas para serem o mais próximo da mata original, incluindo plantas frutíferas – que com o passar dos anos, podem atrair novamente animais silvestres. A área está localizada no município de Joanópolis e é protegida por lei.

Mais de 80% das peças comercializadas são sustentáveis – sendo completamente biodegradáveis ou de matérias primas de reuso (upcycling), ou possuem 20% a menos derivados de poliéster – fibra sintética derivada do petróleo.

Avalie o nosso texto
[Total: 1 Média: 5]

Comente esse post!

Formada em história, psicologia, especialista em gestão de negócios e acredita na moda como uma forma de linguagem!